Filie-se

POLICIAIS CIVIS NO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL

admin Comente 09.10.20 179 Vizualizações Imprimir Enviar

POLICIAIS CIVIS NO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL

Nesta sexta (9)  apresentamos mais um colega policial civil que está concorrendo a uma vaga de vereador na Câmara Municipal.

O objetivo é incentivar a categoria a votar em representantes Policiais Civis a fim de fortalecer a representação da classe no parlamento.

Confira abaixo a biografia do policial civil Max Bill Ratamero

Max Bill Ratamero é Policial Civil há mais de 10 anos e candidato a vereador no Município de Nova Friburgo com o n°70007.

É lotado atualmente na  DEAM de Nova Friburgo, ocupando o cargo de analista de inteligência. Ao  longo da  trajetória na Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro foi lotado por dois anos na 154ª DP em Cordeiro, passando também pela antiga Delegacia da  Vila Amélia, 151ª DP, de forma que pode participar da inauguração de sua  nova sede. 

Max Bill está pleiteando um cargo de vereador pelo Município de Nova Friburgo, tendo em vista a necessidade  de renovação do quadro legislativo. A ideia surgiu de uma conversa entre amigos, onde pontuou pautas específicas nas áreas de Segurança Pública e Turismo.  

Sob essa ótica, lançou sua candidatura ao legislativo para, junto à população, lutar por interesses relevantes, como a tradicional  festa da cerveja, um centro integrado de segurança pública, o centro de  acolhimento às vítimas de violência doméstica e familiar contra a mulher, entre outras fundamentais.

PROPOSTAS: 

Na área de Segurança Pública: tendo em vista a atuação como Policial Civil  propõe duas indicações legislativas para o tema, quais sejam: o Centro Integrado de Segurança Pública e o Centro de Acolhimento às Vítimas de  Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher. 

Do Centro Integrado de Segurança Pública: a criação de um Centro Integrado de Segurança Pública na esfera municipal tornará mais fácil a  elucidação de crimes e a prevenção da ocorrência de delitos. Para tanto,  pretendo fazer uma indicação legislativa para a criação do Centro Integrado de  Segurança Pública. 

Com base em minha atuação policial investigativa, entendo que o  monitoramento por meio de câmeras de segurança durante 24 horas por dia em  pontos específicos da cidade são de suma importância para o alcance dos  objetivos supracitados. Assim, torna-se possível a identificação de crimes, bem  como a proteção da população, funcionando o Centro Integrado de Segurança  Pública como responsável pelo monitoramento das câmeras, disponibilizando as sempre que necessário para a Polícia Civil, bem como para a Militar. 

Outro ponto relevante da proposta é a possibilidade de controle do  centro pela Guarda Civil Municipal, órgão de segurança pública, conforme  preceitua o art. 144, §8º, da CRFB. O fortalecimento da Guarda Municipal  também permite um combate mais eficaz ao crime, na medida em que tal órgão  já atua no patrulhamento ostensivo cotidiano, possuindo, portanto, contato  direto com as infrações penais ocorridas. 

Em síntese, pretendo propor a criação do Centro Integrado de  Segurança Pública para que se torne possível uma atuação coordenada entre as  forças de segurança, cabendo a Guarda o exercício desta função no âmbito  municipal, já que é o órgão regido pelo Município. Sendo certo que este fato não  retira a força dos demais órgãos, mas os fortalece, permitindo os melhores  informações e maiores recursos técnicos para as suas atuações. 

Centro de Acolhimento às Vítimas de Violência Doméstica e Familiar contra  a Mulher: em face de minha atuação na DEAM de Nova Friburgo verifiquei um  problema local: a ausência de um local para que as vítimas de violência 

doméstica possam permanecer por um período em segurança. Assim, proponho  por meio de indicação legislativa que seja criado o Centro de Acolhimento às  Vítimas de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.  

A ideia do Centro é dar cumprimento aos preceitos da Lei 11.340/06, a  Lei Maria da Penha, protegendo as vítimas e lhes fornecendo maior segurança.  O Centro de Acolhimento funcionaria 24 horas com serviços disponíveis para as  vítimas, tais como atendimento médico e psicológico, sendo possível também  que os filhos permaneçam junto às suas genitoras. 

O grande intuito é uma proteção momentânea, como aquela que ocorre,  por exemplo, quando o agressor está foragido da justiça e a vítima não se sente  segura em sua casa, ou, até mesmo, em casos que a própria vítima se proponha  a sair de casa para não conviver com as máculas do passado.  

No Turismo: atuo também há bastante tempo no movimento cervejeiro e na  promoção de eventos turísticos para atender a esta finalidade. Por essas razões,  verifico alguns pontos que podem ser relevantes para alavancar o crescimento  de Nova Friburgo. 

Festa da Cerveja: comprometo-me a não medir esforços para tornar possível  o retorno da tradicional Festa da Cerveja de Nova Friburgo, que já chegou a ser  a segunda maior do Brasil, devendo ser resgatada, uma vez que fomenta o comércio e a rede hoteleira, sendo essencial para  manutenção da economia local.  

Em respeito à tradição cultural constituída do povo friburguense,  pretendo propor o tombamento da Festa da Cerveja como patrimônio histórico imaterial de Nova Friburgo, de forma a tornar possível, juntamente a uma  eventual indicação legislativa, a ocorrência anual do evento, como outrora  ocorria.

Espaço da Cerveja: Friburgo é uma cidade que vem se destacando na  produção da cerveja artesanal, atualmente, temos diversos produtores locais.  Assim, entendo que deve haver a valorização desses produtores e da história  municipal, de forma que proponho, através de indicação legislativa, a criação  do Espaço da Cerveja, um local amplo, com exposição de cervejas municipais,  locais para alimentação, museu da cerveja e fonte da cerveja. 

Entendo que essa proposta pode impulsionar os produtores locais, bem  como movimentar o turismo, pois seria criado um local específico para esta  finalidade, com o intuito de atrair turistas de todo o país.  

Da função fiscalizatória: comprometo-me a fiscalizar incessantemente o exercício do  Poder Executivo, principalmente para que haja o cumprimento efetivo das  legislações municipais, de forma a suprir as lacunas. A título de exemplo, pode  se destacar que até hoje não foi criado o Estatuto da Guarda Municipal para  regulamentar o plano de carreira, sendo certo que existe previsão para a  elaboração da legislação na Lei Orgânica do Município. 

Outro ponto que precisa ser de fiscalizado é a destinação da  contribuição de iluminação pública, pois a população paga altos tributos, mas recebe baixíssimo retorno.  

Em síntese, constata-se que é necessário um legislativo atuante e aberto  ao diálogo com a população, para que possa ouvir suas mazelas e trabalhar  para construir uma Nova Friburgo melhor para as atuais e próximas gerações.

Vamos Avançar!

VOTE MAX BILL –  N°70007!

© 2020 COLPOL.