Lideranças das polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal, do Degase, dos Bombeiros e da SEAP – que fazem parte da União dos Policiais do Brasil/RJ -, marcaram presença hoje no ato hoje em frente à ALERJ. A manifestação, puxada pela UPB e pelo MUSPE, tinha como objetivo protestar contra as reformas trabalhistas e previdenciárias; lutar contra a PEC 287; lutar para que não tenhamos nossos benefícios retirados, como os governos federal e estadual veem tentando fazer.

Para Marcio Garcia, presidente do SINDPOL-RJ, a mobilização dos policiais e de todos os servidores públicos estaduais é importante: “É um movimento apartidário, sem cunho ideológico. O que está em jogo é a defesa de nossos direitos e isso une e mobiliza a todos nós. Por isso estamos aqui todos juntos e em prol de um mesmo objetivo”, frisou Marcio.

Ao ver a rua em frente à Alerj lotada, tomada de manifestantes, Fábio Neira, presidente da COLPOL-RJ, comemorou: “É isso aí. Todos juntos em defesa de nossos direitos. É assim que tem que ser. Está bonito isso. Não vamos descansar. Vamos lutar até o fim pelos nossos direitos”, garantiu Neira.

O presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro. Luiz Carlos Cavalcante, também comentou a a mobilização dos profissionais de Segurança no ato desta sexta-feira, 28/04: “A UPB deliberou que os profissionais de Segurança, os policiais estariam irmanados hoje com os servidores estaduais. Todos juntos contra a PEC 287. Essa luta tem que ser uma luta de todos nós. Só assim conseguiremos vencer”.