As entidades de classe da PCERJ (APERJ, APPOL-RJ, COLPOL-RJ e SINDPOL-RJ) orientam a categoria a manter a greve em curso durante os festejos de carnaval, conforme aprovado em assembleia legalmente convocada para esse fim.

Entretanto, lembramos que a greve não se destina ao fechamenro das unidades, tampouco faltar ao plantão, tendo em vista que existem casos excepcionais de ocorrências graves e urgentes, previstos na cartilha de greve, que devem ser atendidos, assim como nos demais casos, ainda que não sejam lavrados os procedimentos, devem ter a população acolhida e orientada quanto as causas e objetivos do movimento.

Quanto à escala extraordinária de Carnaval, não deverá ser cumprida nos termos do que foi decidido pela categoria, por não se tratar de atividade essencial e pelo inadimplemento do RAS, pago pela última vez em junho/2016.

Entretanto, para evitar quaisquer questionamentos que poderão surgir, ORIENTAMOS que os policiais em ESTÁGIO PROBATÓRIO atendam a escala, mas façam APENAS o que está disposto na cartilha de greve. O modelo de consignação no RCA para os demais policiais já foi divulgado nas mídias sociais oficiais e os departamentos jurídicos das entidades estarão de plantão para a necessidade de atuar com qualquer remédio, caso seja necessário, o que não acreditamos, pois o movimento é justo, legal e legítimo, lutando por todos os cargos de nossa instituição e contando com o apoio do SINDELPOL-RJ, que já se manifestou orientando seus delegados sindicalizados.

Rio de Janeiro, sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Denise Rivera
APERJ

Marco Antônio
APPOL-RJ

Fábio Neira
COLPOL-RJ

Francisco Chao
SINDPOL-RJ
(em exercício)

Marcio Garcia
SINDPOL-RJ
(eleito)